III-a – Projetos Municipais

Projetos de captação de recursos federais, estaduais, de ONGs;de instituições privadas locais e internacionais.

Inclui o acompanhamento das novas oportunidades e adequa-las ás necessidades do município e formatação e apresentação dos projetos. Os projetos são realizados dentro da perspectiva de cada realidade municipal.

Pode ou não incluir o acompanhamento das aprovações ou autorizações.

III-b– Projetos de Gestão Municipal

Para este projeto é importante deixar claro que a administração deve sempre estar voltada para a população e a participação deve sempre ser buscada em todas as ações. A participação já é obrigatória através de vários conselhos municipais, que são paritários e deliberativos, através das Conferencias que são também obrigatórias, como a das Cidades, da assistência social, dos esportes e outras.

Os participantes da administração nos conselhos devem ser os primeiros a serem capacitados para esta função, suas novas obrigações como funcionários e como cidadãos.

Os conceitos e ações do planejamento devem vir logo em seguida para que a participação dos funcionários seja sempre presente para a melhoria das suas condições de atendimento á população.

III-c– Projeto de Segurança

Experiências realizadas demonstram a eficácia de ações conjugadas em Zonas de risco social, pela existência de violência e de alto índice de pessoas e famílias em estado de exclusão social. Estas ações consistem em planejar e programar intervenções do Poder Público nas áreas de segurança (inteligência e ações exemplares) e investimentos sociais, sendo todas elas realizadas concomitantemente.

Alem dos conhecimentos que esta experiência nos dá ,temos a favor da nossa administração diversos aspectos que tornam esta ação mais factível de ser realizada.

Vejamos algumas peculiaridades:

1-Enorme respeito ao Prefeito.

Isto garante, além da respeitabilidade, a boa aceitabilidade e até uma grande adesão ao programa.

2- A necessidade de relativamente poucos investimentos para as ações sociais necessárias.

3- Os recentes investimentos realizados e já percebidos pela população local.

4-Os novos investimentos já previstos.

Com todos estes condicionantes favoráveis somente um planejamento estratégico das ações futuras bastará para desenvolvermos este programa com sucesso.

Ações possíveis: Articulações:

a) Ações Policiais concatenadas com ações de informações e de inteligência anteriores.

b) Ações Sociais

III-d– Projetos de Recreação e Lazer

Trata-se de planejar uma série de atividades, em especial para crianças, jovens, adolescentes e terceira idade, visando sempre à cultura e o lazer, com reflexos expressivos na educação e na saúde.

III-e– Projetos de Incentivo ao Desenvolvimento

Trata-se do detalhamento dos enunciados do Plano Municipal de Desenvolvimento.

Exemplos:

1-Na agricultura: abertura de tanques para criação de peixes, subsídio ao uso do calcário, terraplenagem para construção de estruturas de criações e engordas, recomposição de matas ciliares, etc.

2-Indústria: construção de armazéns e barracões, sistema de licenciamento centralizando e provisório, treinamento e capacitação de mão de obra, incentivar a participação em feiras e demonstrações.

III-f– Projetos de Treinamentos Profissionais

Dentro dos objetivos do Plano de Desenvolvimento, consiste em realizar um diagnóstico para se detectar quais as maiores necessidades dos funcionários da municipalidade e da população e se propor os treinamentos e capacitações necessárias.

III-g– Realização de cursos de treinamento

Treinar e capacitar as pessoas envolvidas nos setores essenciais para o desenvolvimento ou para a ocupação do tempo.

Cursos de profissões como para a construção civil, artesanato, atividades urbanas e rurais.

III-h– Fornecimento de Mão de Obra temporária

Fornecimento com ou sem acompanhamento e orientação das atividades

III-i– Organização de Feiras, Conferencias, Congressos, Festas e exposições

Atividades tanto as obrigatórias como as inerentes as atividades econômicas, culturais e históricas do município.